Grupo Inteligência Artificial

O grupo de estudiosos da Unicamp e de outras instituições brasileiras foi formado com o propósito de debater os impactos sociais, econômicos, políticos e culturais da inteligência artificial. Com o avanço da capacidade de processamento e armazenamento de dados, tecnologias de computação em nuvem e os primeiros sinais de aplicação da computação quântica, o uso de algoritmos de inteligência artificial tem sido cada vez mais comum no mundo. No entanto, dependendo da maneira como são empregados os algoritmos, pode haver efeitos adversos.

Algoritmos que visam apresentar conteúdo relevante a usuários de redes sociais podem acirrar a divisão política em sociedades. Algoritmos que buscam tornar mais ágil o processo de decisão judicial podem perpetuar preconceitos latentes. A automatização de diversas profissões já é uma realidade. Esses e outros temas serão debatidos no grupo de estudos.

 

Composição

Marcelo Soares (coordenador)

Demi Getschko (CGI.br e NIC.br)

Eugenio Bucci (ECA/USP)

Francisco Brito Cruz (InternetLab)

Jacques Wainer (IC/Unicamp)

Luciana Alves (NEPO/Unicamp)

Magaly Prado (pós-doc. ECA/USP)

Rafael Evangelista (Labjor/Unicamp)

Victor Mammana (CTI Renato Archer)

Virgilio Almeida (UFMG/Harvard)

 

Newsletter

As atividades do grupo podem ser acompanhadas por meio de uma newsletter quinzenal. Para se cadastrar acesse o link.

 

Grupo de Estudos de Inteligência Artificial reúne especialistas de diversas áreas e instituições
Jornalista Marcelo Soares é o coordenador do Grupo de Estudos de Inteligência Artificial
Carlos Vogt, presidente do Conselho Científico e Cultural do IdEA, durante a reunião do GE
Alcir Pécora, coordenador do IdEA, durante reunião inaugural do GE de Inteligência Artificial
Anderson Fauth, coordenador adjunto do IdEA, durante reunião inaugural do GE de Inteligência Artificial
Grupo de Estudos de Inteligência Artificial se reuniu pela primeira vez em 20 de março de 2019
IdEA sediou o primeiro encontro do Grupo de Estudos de Inteligência Artificial
Virgilio Almeida, professor da UFMG e da Universidade Harvard
Magaly Prado, jornalista e pós-doutoranda pela ECA/USP
Francisco Brito Cruz, diretor-geral do InternetLab
Jacques Wainer, professor do Instituto de Computação da Unicamp
Victor Mammana, pesquisador do CTI Renato Archer
Rafael Evangelista, pesquisador do Labjor/Unicamp
Luciana Alves, professora do NEPO/Unicamp
Eugenio Bucci, professor da ECA/USP
Demi Getschko, conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil