Programa "Cesar Lattes" do Cientista Residente

O Programa "Cesar Lattes" do Cientista Residente receberá pesquisadores nacionais ou estrangeiros, com amplo reconhecimento em sua área de trabalho, convidados para estadias na Unicamp de até seis mesesDurante sua permanência, o cientista terá a oportunidade de difundir e divulgar sua produção científica junto a pesquisadores de diferentes áreas, num ambiente acadêmico propício ao diálogo e ao debate de ideias. Em encontros disciplinares e transdisciplinares, com o concurso de acadêmicos de diferentes áreas e demais interessados, o Cientista Residente terá oportunidades de interação com o Programa "Hilda Hilst" do Artista Residente, o que poderá acrescentar força cultural à dinâmica científica das universidades.

A presença do Cientista Residente permitirá a vinda sistemática de cientistas de renome internacional à Unicamp, com funções não de docência ou de pesquisa, como usualmente se dá nas Unidades de Ensino e Pesquisa, mas sobretudo de divulgação dos resultados de seu trabalho entre públicos amplos da academia, e de interessados em geral, podendo também proporcionar diálogos imprevistos e experimentais com os Grupos Temáticos de Estudos.

Homenageado

O paranaense Cesar Lattes (1924-2005) gravou seu nome na história da ciência como um dos maiores físicos do Brasil. Graduado, em 1943, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP), se interessou pela física experimental, dedicando-se ao estudo de raios cósmicos. Ao desenvolver trabalhos na Inglaterra para observar partículas elementares usando emulsões de filmes fotográficos, foi um dos responsáveis pela descoberta do méson pi, também chamado píon. Lattes foi decisivo na criação do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e na consolidação da pesquisa em física como uma área de atividade com referenciais internacionais nas universidades brasileiras. Professor catedrático do Departamento de Física da USP desde 1959, ajudou a criar, em 1967, o Instituto de Física da Unicamp, onde se aposentou em 1986.

Cesar Lattes desembarca no Brasil após reconhecimento internacional, em 1948
Cesar Lattes ministra seminário na PUC-Rio, em 1967
Cesar Lattes e Eugene Gardner no Laboratório de Radiação da Universidade da Califórnia em Berkeley, em 1948
Cesar Lattes durante experimentos na Bolívia na década de 1970
Cesar Lattes ao lado do microscópio no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, em 1949
Cesar Lattes e Eugene Gardner observam um ciclotron em 1948
Cesar Lattes ministra aula ao ar livre na Unicamp, em 1980
Cesar Lattes em 1979
Cesar Lattes em entrevista ao Jornal da Unicamp em 1987
Cesar Lattes quando recebeu diploma de professor emérito e professor honoris causa da Unicamp, 15 de outubro de 2004