18 de maio de 1987 – Sérgio Miranda de Carvalho

Reformado e cassado pelo Ato Institucional nº 5, o capitão Sérgio Ribeiro Miranda de Carvalho, conhecido como Sérgio Macaco, falou sobre a repressão do regime militar e o Caso Para-Sar, de 1968. No episódio, um grupo de elite de paraquedistas recebeu a tarefa de incriminar grupos militantes de esquerda que faziam oposição à ditadura no Brasil. O plano secreto anticomunista deveria provocar uma série de atentados no Rio de Janeiro e visava também assassinar personalidades políticas e militares de oposição. O capitão do grupo, Sérgio Ribeiro Miranda de Carvalho, se recusou a cumprir tais ordens e denunciou o plano a seus superiores. Audiovisual originalmente catalogado e preservado pelo Arquivo da Rádio e Televisão Unicamp.